domingo, 26 de julho de 2009

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE

O melhor de Harry Potter é a reação da platéia, formada por jovens animados, que dão umas risadinhas, uns risinhos por nada e todos sentam no fundo! Acabou o tempo em que jovens sentavam na primeira fila. As quatro primeiras fileiras estavam vazias. Sentei na segunda quando aquele Sr. Nervoso começou a sacudir uma garrafa pet, vazia, dentro de um saco plástico em pleno Harry Potter! Assim não é possível assistir ao filme!

Os Comensais da Morte, liderados por Lord Voldemort viajam como fumaça que se dissolve no ar. Provocam explosões na moderna cidade de Londres. No Milenium Building, com vista para a Swiss Re Tower as pessoas parecem apreensivas com as destruições inexplicáveis. A Ponte do Milenium começa a trepidar, a estrutura começa a vibrar, os cabos de tensão não suportam e ela estoura em milhares de peças para desgosto da platéia e dos arquitetos.

Alvo Dumbledore (Michael Gambon)
sabe as razões e leva seu aluno predileto, Harry Potter (Daniel Radcliffe) em uma viagem fantástica. Harry Potter é o eleito para combater o mal representado por Valdemort. Para entrar em outra dimensão basta apoiar o braço em Dumbledore, assim como os cegos fazem quando se apóiam nas pessoas para atravessar a rua. Numa fração de segundos estão na cidadezinha medieval. Encontram Horácio Slughorn (Jim Broadbent) transfigurado em sofá. O velho ator inglês está muito bom como o professor Slughorn.

Dumbledore quer saber os segredos que só Horácio conhece. Para isso o convida para lecionar em Hogwarts, a Escola de Magia. Horácio fugia dos Comensais da Morte, cada semana ficava em um lugar. Dumbledore num passe de mágica transforma a velha casa de Horácio, num primor de limpeza, brilho e renovação.


Harry Potter está no sexto ano da escola, é o eleito para aproximar-se de Horácio e desvendar o segredo que explica como Lord Voldemort, o inspirado das trevas se transformou no bruxo do mal. Slughorn dá aulas de Poções, substituindo Severo Snape
(Alan Rickman), que conseguiu realizar o sonho de lecionar Defesa contra as Armas das Trevas. Lilian, a mãe de Harry Potter foi sua aluna, e tem a foto – que se move – na parede da casa de Horácio. Ele foi professor de Tom Riddle, o Lord Voldemort.

Tom Riddle quando jovem é representado por Hero Fiennes-Tiffin, sobrinho de Ralph Fiennes. Tom sabe que é diferente, tem poderes sobrenaturais, consegue mover objetos e fazer mal a quem o prejudica.

Draco Malfoy é aluno da Escola de Magia e aderiu ao mal. Dumbledore e Harry Potter seguem Malfoy e descobrem que na Casa Borgin & Barke, fundada em 1863 acontecem ritos misteriosos, que são uma espécie de iniciação como Comensal da Morte. Ali se reúnem Bellatrix Lestrange (Helena Bonham Carter),
Narcisa Malfoy (Helen McCrory) e seu filho Draco Malfoy, que julga ser o escolhido para assassinar Dumbledore. Draco fez um voto perpétuo para matar Dumbledore e quem quebra o voto morre.

O que a platéia adora mesmo é a paquera e o triângulo amoroso. Harry Potter tem uma paixão secreta por Gina Weasley (Bonnie Wright)
, irmã de Ronald “Ron” Weasley. O frisson na platéia é o primeiro beijo dos dois. Ron tem um namorico com Luna Lovegood (Jessie Cave), mas descobre que não a ama. Hermione Granger (Emma Watson), a grande amiga de Potter, por sua vez é apaixonada por Ron.

O outro ponto alto do filme que os adolescentes vibram é quando Ron toma a poção do amor. Sente-se apaixonado por Romilda Vane. O garoto fica literalmente bêbado e tonto de amor. Esse sentimento de amor e paixão fulminante é uma característica da adolscência e aproxima os jovens do grupo de Harry Potter. Amor, paixão e drogas como afirma o diretor são os temas da atualidade e no filme as poções mágicas substituem as drogas.

Na hora do jogo e da disputa, os companheiros precisam ser corajosos. Como não poderia deixar de ser Harry Potter incentiva o amigo e lhe oferece a poção mágica. Ron toma a poção, sente-se forte e ganha o jogo. Na verdade, Potter, como o bom menino, não tinha dado nenhuma poção mágica a Ron, era placebo, para incentivar apenas.

Dumbledore prepara o jovem Harry para combater o mal, representado por Voldemort, e substituí-lo na difícil missão. No alto da torre, em cenas que lembram Um Corpo que Cai, o mestre não cansa de repetir, eu sou velho, eu não tenho valor, tu és jovem e tens mais valor. Como se o bruxo, sentindo-se velho e cansado, se deixasse matar pelo inimigo. Nesse confronto final e surpreendente veremos Harry Potter preparando-se para enfrentar o lado das trevas, aceitando sua nova missão com a ajuda dos amigos e companheiros.

Por que os jovens gostam de Harry Potter? Porque cresceram juntos, eles e Harry? Porque a história é uma luta do bem contra o mal? Porque o herói é um jovem como cada um dos espectadores? Pergunte a uma criança e ela lhe responderá?



Um comentário:

  1. interessante o que vc fez....
    diferente mais prático...

    ResponderExcluir